25 de outubro de 2020
|

O fim do jornalismo tradicional e da autoridade do jornalista foram os principais temas de debate da palestra de Thomas Traumann na noite de quinta-feira, 17, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Com os estudantes do curso de jornalismo da universidade, Traumann comentou sobre o atual cenário de consumo de notícias e as perspectivas para os profissionais que chegarão ao mercado nos próximos anos.

“A indústria da imprensa está acabando. É uma situação grave, economicamente falando, tanto no Brasil, como em outros países”, analisou Traumann. “Agora, os jornalistas precisam encontrar outras formas de fazer jornalismo”.

Traumann destacou que a autoridade do jornalista como detentor da informação deixou de ser valorizada. “Vivemos uma era na qual temos políticos cuja base é o fim da autoridade do jornalista tradicional. Para esses políticos, é importante destruir os intermediários entre eles e os eleitores”, explica.

Show Full Content
Close
Close