25 de outubro de 2020
|

Thomas Traumann ministrou duas aulas para alunos do curso de graduação em Relações Internacionais, da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, na quinta-feira, 21. O assunto  abordado pelo jornalista com os estudantes foi soft power, expressão usada na teoria das relações internacionais para descrever a habilidade de convencimento e influência de um corpo político.

Para as duas turmas, Traumann e o professor Oliver Stuekel conversaram sobre soft power nas relações do Brasil com outros países. Aproximadamente 80 alunos acompanharam as aulas.

Foto: arquivo pessoal

Debate e lançamento

No dia anterior, quarta-feira, 20, Traumann participou de um debate com o professor Matias Spektor também na FGV-SP sobre o livro “O pior emprego do mundo – 14 ministros da Fazenda contam como tomaram as decisões que mudaram o Brasil e mexeram no seu bolso” (Ed. Planeta). Cerca de 50 pessoas participaram do bate-papo que também abordou as implicações na economia das relações internacionais do presidente Jair Bolsonaro.

Show Full Content
Close
Close